CARACTERIZAÇÃO PARCIAL À ÍONS METÁLICOS DE UMA PROTEASE COM PROPRIEDADES COLAGENOLÍTICAS EXTRAÍDA DE VÍSCERAS DIGESTIVAS DE PESCADA-BRANCA (Cynoscion leiarchus)

Vagne de Melo Oliveira, Nathalia Albuquerque Roberto, Luiz Henrique Svintiskas Lino, Ranilson de Souza Bezerra, Ana Lúcia Figueiredo Porto

Resumo


A pescada-branca (Cynoscion leiarchus) é uma espécie de peixe com hábitos carnívoros, distribuída ao longo da costa nordestina, apresentando grande importância comercial. Este trabalho objetivou caracterizar parcialmente quanto a sensibilidade aos íons metálicos (Cu2+, K+, Zn2+ e Pb2+) uma protease com propriedades colagenolíticas de C. leiarchus, em três diferentes molaridades (1, 5 e 10 mM). Para tanto, foram utilizados 500g de vísceras intestinais de C. leiarchus obtidas através de colônia de pescadores em Ponta Verde, Maceió- AL, Brasil. A etapa de extração enzimática foi realizada através do processo de maceração e homogeneização. A etapa de sensibilidade foi realizada por exposição direta aos íons metálicos. Os resultados indicaram que os íons em suas respectivas molaridades, apresentaram diferentes graus de redução da atividade enzimática, no entanto, o íon de Pb2+, na concentração de 10 mM, inativou por completo a enzima. Os resultados apresentados sugerem sensibilidade da protease colagenolítica aos íons testados, informação que pode servir de base para futuras aplicações industriais. 


Palavras-chave


colagenolítica, proteases, resíduos digestivos.

Texto completo: PDF

DOI: 10.35572/rsc.v3i3.201

Apontamentos

  • Não há apontamentos.